Aldo Pereira

Aproveitando a chance

Por Aldo Pereira há 4 meses

Você nasceu não para amar materialmente, para casar, ou ter filhos; não nasceu para ser médico, motorista ou ter qualquer outra profissão. Nasceu para vivenciar situações de altos e baixos nos acontecimentos daquilo que chama de vida. Em cada uma das situações, sejam elas consideradas boas ou más, está embutida uma prova uma chance de missão e uma oportunidade de expiação. Ao vivenciá-las sem ranger de dentes alcança a perfeição. Estou falando da perfeição o mundo de provas e expiação porque no próximo mundo são outras provações.

Para alcançar a perfeição, para realizar suas provas e cumprir suas missões passando pelas expiações, vocês vão ter que viver uma vida que um dia está no alto e outro no baixo. É isso que está escrito aí. Não adianta querer que a sua vida seja sempre no alto. Se isso acontecesse, suas provas não aconteceriam. Tudo existe em círculos. Você tem que girar todo círculo para depois sair dele e começar um novo. É assim que o hindu e Buda definem o carma: o carma é um círculo que o ser precisa rodá-lo completamente para começar outro ciclo, outro carma.

Por isso reafirmo: você não pode querer que a sua vida seja só altos ou só baixos. Precisa aprender a conviver com os altos e com os baixos dela. Mas, conviver como? Sem ranger de dentes, sem sofrer.

É isso que é viver a vida buscando a elevação espiritual. É para isso que você nasceu.

Espiritualismo ecumênico universal