Aldo Pereira

Só na terra existe sofrimento

Por Aldo Pereira há 4 meses

Agora, por favor, quando estou falando em sofrimento, não estou me referindo a sofrer a dor de perder uma mãe ou qualquer outro ente querido. Não é só isso. Não estou me referindo às dores que consideram grandes, mas a todo o momento onde o ser humanizado vive uma contrariedade. Criticando essa pessoa porque ele está com uma camisa sem mangas, por exemplo, você já está sofrendo.

O sofrimento que só existe aqui se caracteriza quando há uma contrariedade. Tudo que lhe traz faz sentir-se contrariado é um sofrimento. Sofrer é viver uma contrariedade e isso é anormal no universo. Fora desse planeta, os seres não vivem contrariedades.

A partir dessa informação posso começar a responder àquela pessoa que me perguntou por que a pressa em realizar essa conversa. Nos dias de hoje, o parafuso que causa a contrariedade está sendo cada dia mais apertado. Desde o final do ano passado que estou dizendo isso e a partir de agora a coisa vai piorar. Diria que o sistema humano de vida está esgotado, não tem mais como existir. Aliás, o próprio papa outro dia falou que nem o capitalismo nem o comunismo são alternativas para a vida humana, pois os dois se baseiam no mesmo princípio.

É preciso começar a criar uma nova forma de viver, pois esta já ficou provada que dá não dá certo. Vocês vão entender o porquê disso mais à frente na nossa conversa.

Viver contrariedades: este é o grande problema da forma humana de existir e por causa dela é que digo que vocês vivem uma vida anormal.

Espiritualismo ecumênico universal