Aldo Pereira

Sonho é uma lembrança.

Por Aldo Pereira há 4 meses

Devido à dificuldade maior da missão dos espíritos que encarnam na forma humana, Deus criou um artifício para facilitar sua missão: o sono. Quando o ser humano adormece, seu corpo continua a funcionar e ele (espírito) liberta-se desta prisão carnal e continua a sua existência espiritual fora da carne. Esta vida que o espírito terá fora da carne dependerá do seu grau de evolução espiritual. Caso esteja ele na busca da elevação espiritual, poderá encontrar mentores para estudo, energização ou missões e poderá participar ativamente da vida fora da carne. Se, no entanto, não estiver nesta busca, continuará a vida material sem perceber que seu corpo está dormindo e que ele está utilizando um corpo mais volátil (perispírito).

Por este motivo é muito comum espíritos fora da carne sentados na cama fora de seus corpos físicos, continuando uma discussão iniciada antes de dormir... Outros espíritos vão a lugares distantes e diversos para “tomar satisfação” de espíritos com os quais tenham tido qualquer tipo de mágoa naquele dia ou em outros. Assim, a vida continua a mesma e ainda facilitada pela libertação do espírito da matéria densa. Esta existência passa-se no que é conhecido pela ciência como inconsciente do ser humano. Tudo o que o espírito faz ou participa fica ali registrado.

Para que o espírito lembre-se dos acontecimentos do momento do sono, é necessário que estas lembranças alcancem o consciente, ou seja, a memória utilizada por ele na vida carnal.

Sempre que há necessidade desta lembrança para a evolução do espírito, o plano espiritual comanda esta transferência de mensagem. Entretanto, para que não exista uma confirmação material da vida espiritual para aqueles que não têm fé, estas lembranças ficam como se o espírito houvesse tido um “sonho”. Sonho, portanto, é a lembrança da vida fora da carne que o espírito vive diariamente enquanto o corpo permanece em repouso. Para explicar melhor esta questão, transcrevemos abaixo palestra do amigo Zytos (instrutor espiritual deste grupamento) proferida em 17/05/2000:

Espiritualismo ecumênico universal