Aldo Pereira

“Vós sois o sal da terra"

Por Aldo Pereira há 1 semana

Você é o tempero para o mundo e precisa temperá-lo. Os outros são os temperos para o mundo e precisam colocar sabor na sua vida. O que seria da sua vida sem a ação do outro? Insossa, sem sabor... O que seria da sua vida sem aquele que lhe trai ou lhe dá carinho? O que seria da sua vida sem aquele que lhe abandona ou lhe faz companhia? O que seria da sua vida sem aquele que lhe critica e o que lhe elogia? Marasmo...

É a ação do outro que cria o sabor da vida, que cria a existência. Somente quando alguém age na sua vida lhe dá a oportunidade de viver.

Portanto, agradeça tudo a Deus. Agradeça por quem lhe abandona e por quem lhe faz companhia, pois se os outros estivessem sempre com você, a vida seria parada, monótona, não teria o ritmo que ela tem. Ela seria um marasmo... É exatamente esta alternância de situações constantes na existência que dá o sabor a ela. Se você tivesse apenas alguém que lhe bajulasse, risse de suas piadas a existência não teria sabor, ficaria cansativa.

Imagine se sua existência fosse dia a pós dia durante cinqüenta ou sessenta anos fazendo a mesma coisa? Que cansaço daria, não? Pensar a mesma coisa todo dia, viver a mesma realidade diariamente: que coisa insossa, sem sabor... São as alternâncias da vida que mexe com a rotina e quando isso acontece existe um sentido na vida.

Por isso agradeça tudo a Deus. Agradeça por aquele que lhe acusa, pois ele acaba com a rotina dos que só concordam com você. Agradeça a Deus por aqueles que lhe agridem porque eles acabam com a rotina daqueles que só sabem bajular. Agradeça por aquele que lhe abandona, pois ele acaba com a rotina de estar todo dia ao lado da mesma pessoa.

Se você não tivesse um agressor não saberia valorizar quem lhe defende. Se não houvesse quem lhe abandonasse, não saberia valorizar quem permanece ao seu lado. Veja a importância daqueles que fazem a sua cruz. Eles também são o sal da sua vida.

Espiritualismo ecumênico universal