Gileno de Sá Cardoso

DIFUSÃO DA CONSCIÊNCIA

Por Gileno de Sá Cardoso há 1 ano

            A difusão da consciência ao próximo, sob a forma de luz, através da incitação íntima universal, não vai alterar a vida - livre arbítrio espiritual, programação ou plano de Deus - do próximo e sim alterar a sua maneira de encarar a vida, que ele tem que viver, de uma forma mais feliz.

            Consiste  em mostrar as leis universais, através de exemplos comparativos com as leis às quais o próximo está acostumado a conviver no dia a dia, para que ele comece a quebrar dentro dele paulatinamente as leis humanas incrustadas no seu íntimo durante milênios.

           Isso só se torna possível após a miscigenação, nos momentos de identificação com a vida, com um leque de outras opções  universais que possibilitem o exercício do seu livre arbítrio emocional mais amplo  passando a encarar as vicissitudes da vida com mais harmonia.

             Para tal, são essenciais a convivência com o próximo que permitirá a observação diária dos seus momentos de identificação com a vida e a utilização do silêncio espiritual durante o processo de escuta.


(Comentário sobre o novo ciclo preconizado por Joaquim de Aruanda).