Emocionalmente imaturo

3ª parte - faculdade de vida

Reproduzir todos os áudiosDownload
Emocionalmente imaturo 3

Nessa parte da conversa Joaquim fala da Faculdade de vida. Dá detalhes sobre o que é e como deve funcionar para ajudar os seres a alcançarem a maturidade emocional. 

Emocionalmente imaturo

2ª parte - Lamento

Reproduzir todos os áudiosDownload
Emocionalmente imaturo 2

Nessa segunda parte Joaquim fala especificamente do lamento e diz que essa é uma das maiores causas do sofrimento do ser imaturo. 

Emocionalmente imaturo

1ª parte - A imaturidade do ser encarnado

Reproduzir todos os áudiosDownload
Emocionalmente imaturo 1

Na primeira conversa, Joaquim fala de diversos aspectos da imaturidade emocional do ser 

Emocionalmente imaturo

Emocionalmente imaturo

Palestra realizada em São Paulo/SP. 

Nessa conversa Joaquim de Aruanda deixa claro que o ser humanizado nao consegue ser feliz porque é emocionalmente imaturo. Por causa da imaturidade se deixa levar pelos sofrimentos oferecidos pela personalidade humana (mente).

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - 5ª parte

Reproduzir todos os áudiosDownload
A maturidade espiritual - 5ª parte

Texto indisponível 

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - 4ª parte

Reproduzir todos os áudiosDownload
A maturidade espiritual - 4ª parte

Texto indisponível 

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - 3ª parte

Reproduzir todos os áudiosDownload
A maturidade espiritual - 3ª parte

Texto indisponível 

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - 2ª parte

Reproduzir todos os áudiosDownload
A maturidade espiritual - 2ª parte

Texto indisponível 

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - 1ª parte

Reproduzir todos os áudiosDownload
A maturidade espiritual - 1ª parte

Texto indisponível 

A maturidade espiritual - áudio

A maturidade espiritual - áudio

Conversa realizada em Igaratá/SP nos dias 16 e 17 de junho de 2018. 

Segundo Joaquim, essa conversa pode ser resumida na letra da música 'Se eu quiser falar com Deus', de Gilberto Gil:

Se eu quiser falar com Deus

Tenho que ficar a sós

Tenho que apagar a luz

Tenho que calar a voz

Tenho que encontrar a paz

Tenho que folgar os nós

Dos sapatos, da gravata

Dos desejos, dos receios

Tenho que esquecer a data

Tenho que perder a conta

Tenho que ter mãos vazias

Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus

Tenho que aceitar a dor

Tenho que comer o pão

Que o diabo amassou

Tenho que virar um cão

Tenho que lamber o chão

Dos palácios, dos castelos

Suntuosos do meu sonho

Tenho que me ver tristonho

Tenho que me achar medonho

E apesar de um mal tamanho

Alegrar meu coração

E se eu quiser falar com Deus

Tenho que me aventurar

Eu tenho que subir aos céus

Sem cordas prá segurar

Tenho que dizer adeus

Dar as costas, caminhar

Decidido, pela estrada

Que ao findar vai dar em nada

Nada, nada, nada, nada

Nada, nada, nada, nada

Nada, nada, nada, nada

Do que eu pensava encontrar!

Se eu quiser falar com Deus!